Curiosidades

O Google Translate (ou Google Tradutor) se tornou um grande aliado daqueles que transitam entre idiomas diferentes. Trata-se de um serviço gratuito, de fácil utilização e que fornece tradução instantânea em mais de 100 idiomas. Lançada em 2006 nos Estados Unidos e em 2007 no Brasil, a ferramenta vem sendo constantemente aprimorada e, hoje em […]

Google Translate para documentos oficiais é uma boa ideia?

O Google Translate (ou Google Tradutor) se tornou um grande aliado daqueles que transitam entre idiomas diferentes. Trata-se de um serviço gratuito, de fácil utilização e que fornece tradução instantânea em mais de 100 idiomas.
Lançada em 2006 nos Estados Unidos e em 2007 no Brasil, a ferramenta vem sendo constantemente aprimorada e, hoje em dia, a qualidade de suas traduções pode ser bem razoável. Diante disso, é comum se perguntar por que utilizar o serviço profissional de tradução, que não é gratuito e pode demorar dias até ficar pronto, se temos à disposição uma ferramenta gratuita, instantânea e de assertividade razoável.

  • Razão número 1: a tradução do Google Translate não é reconhecida para documentos oficiais

Este é o motivo principal para que você não utilize o Google Translate para documentos oficiais. Por força da lei, órgãos oficiais, processos judiciais e instituições acadêmicas só reconhecem como válida a tradução juramentada, feita por tradutor público.  Apenas este tipo de tradução torna válidos os documentos emitidos em outros países ou em língua estrangeira.

Isto acontece porque a tradução juramentada passa por rígido controle de órgãos governamentais, o que garante sua procedência, a habilidade dos tradutores e, consequentemente, a confiabilidade dos documentos traduzidos.

No Brasil, o decreto 13.609 de 21 de outubro de 1943 estabelece que:

“Nenhum livro, documento ou papel de qualquer natureza que for exarado em idioma estrangeiro, produzirá efeito em repartições da União dos Estados e dos municípios, em qualquer instância, Juízo ou Tribunal ou entidades mantidas, fiscalizadas ou orientadas pelos poderes públicos, sem ser acompanhado da respectiva tradução feita na conformidade deste regulamento”

Assim, para fins oficiais, apenas a tradução juramentada tem efeito legal.

Para saber mais sobre este tipo de tradução, confira os artigos “Tradução juramentada e tradução simples: quais as diferenças?” e “Como é feita a tradução juramentada?”

  • Razão número 2: a tradução do Google Translate derrapa em termos técnicos, nomes próprios e expressões idiomáticas

Como ferramenta automática, devemos reconhecer que o Google Translate “tira leite de pedra”. Muitas vezes, ele “acerta na mosca”, mas em outras “dá com os burros n’água”.

Você consegue perceber que os termos entre aspas não devem ser compreendidos de forma literal? Muitas vezes, o Google não compreende estas sutilezas.

Por mais que o Google tenha aprimorado muito o Translate nos últimos anos, a ferramenta ainda não consegue “pescar” muitos termos técnicos e expressões idiomáticas. Isso quer dizer que, embora o Google Translate ajude a compreender algumas frases, dificilmente ele dará uma versão confiável de textos mais densos, complexos e/ou literários. Além disso, a tradução automática também costuma confundir nomes próprios que também sejam palavras – a empresa Apple, por exemplo, não deve virar “Maçã” em português. Isto pode ser especialmente delicado para documentos comerciais, instruções técnicas e qualquer informação que poderá balizar a tomada de decisão em empresas.

  • Razão número 3: o Google Translate não oferece garantias de suas traduções

Em seus termos de uso e garantia, o Google é bastante claro: “Não nos comprometemos quanto aos conteúdos dos serviços, à função específica dos serviços, à fiabilidade, disponibilidade ou capacidade dos mesmos de satisfazerem as necessidades do utilizador”. Isso significa que, embora se esforce para oferecer um serviço confiável, o Google não se responsabiliza por ele. Ao contratar serviços profissionais de tradução, você tem a garantia de que o resultado será confiável e seguro.

Conclusão

O Google Translate tem melhorado a qualidade de suas traduções, e por isso pode ser bastante útil para trechos pequenos ou traduções de baixa relevância. Entretanto, não tem validade legal para documentos oficiais. Mesmo para documentos não-oficiais, o risco de optar Google Translate deve ser bastante calculado, já que a ferramenta automática muitas vezes não compreende sutilezas e termos técnicos, e nem oferece qualquer garantia sobre sua assertividade.

Ver todas as curiosidades
);