Curiosidades

Hoje, cada vez mais processos seletivos incluem uma redação. Como especialistas em texto, temos algumas dicas que servem para você impressionar não só na entrevista de emprego, mas também em qualquer situação em que precisar pôr suas ideias no papel.   1) Pense no tema com antecedência Na grande maioria dos casos, o tema da […]

Cinco dicas para fazer uma boa redação para entrevista de emprego

Hoje, cada vez mais processos seletivos incluem uma redação. Como especialistas em texto, temos algumas dicas que servem para você impressionar não só na entrevista de emprego, mas também em qualquer situação em que precisar pôr suas ideias no papel.

 

1) Pense no tema com antecedência

Na grande maioria dos casos, o tema da redação será relacionado à área profissional. Quem sou eu?, Vida profissional, Objetivos, Estudos, Sobre a empresa e Formação profissional são alguns dos mais comuns. Mesmo que o tema seja livre, é importante conectá-lo à sua área de atuação. Nada de fazer aquele clássico texto “minhas férias”. Esta é sua oportunidade de projetar uma boa imagem e mostrar como pode contribuir para a empresa. Por isso, você já pode ter em mente suas experiências no mercado de trabalho, suas atividades nos empregos anteriores e sua formação, pensando em como elas contribuíram para transformá-lo no profissional que é hoje. Também é importante pesquisar sobre a empresa em que deseja atuar – além de ter informações gerais sobre a organização, procure saber qual é o tipo de ambiente cultivado por lá e que perfil de colaboradores ela procura.

 

2) Divida as ideias em parágrafos

Em geral, pede-se que a redação seja em formato de dissertação. Mesmo quando isso não é pedido de maneira direta, é importante que o texto tenha sempre uma estrutura clara, com introdução, desenvolvimento e conclusão em parágrafos separados. Evite usar “eu” e “na minha opinião”: imagine que o texto será analisado por pessoas que não o conhecem. Por isso, o ideal é que ele seja o mais imparcial possível, sem deixar de ser persuasivo e agradável de ler.

 

3) Foco na comunicação

É essencial que sua mensagem seja transmitida para o leitor do texto. Então, não há necessidade de usar termos muito rebuscados. Além disso, frases longas e monótonas podem acabar prejudicando a leitura e, consequentemente, suas chances de conseguir a vaga. A melhor estratégia é usar linguagem simples e direta, de fácil entendimento. Mas não exagere: gírias e expressões muito coloquiais podem causar uma impressão de desleixo – use sempre a norma padrão da língua para não correr esse risco. Termos muito técnicos, jargões e palavras desnecessárias em inglês também podem prejudicar o entendimento da sua mensagem, por isso é melhor evitá-los.

 

4) A prática leva à perfeição

Desenvolver suas habilidades de escrita é questão de prática. Para isso, só treinando. Leia textos argumentativos de escritores experientes e escreva seus próprios textos para treinar. Sempre que possível, peça para que alguém com experiência na área os avalie – e, é claro, siga as dicas dessa pessoa.

 

5) Revise seu texto

Este é um passo essencial e que muitas vezes é negligenciado. Quando terminar de escrever sua redação, leia tudo de novo com um olhar aguçado: procure erros ortográficos, colocações verbais e nominais equivocadas ou qualquer outro fator que possa atrapalhar a transmissão da sua mensagem. Este é o momento de fazer ajustes finos e deixar tudo perfeito para a análise dos recrutadores. Com isso feito, você terá grandes chances de entregar a melhor redação possível. Boa sorte!

 

Fontes: Treinadora | Canal do Ensino | Carreiras.com.br | Vagas.com.br | Via Carreira

Summary
Article Name
Cinco dicas para fazer uma boa redação para entrevista de emprego
Author
Ver todas as curiosidades
);